Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

Buscar  
Esporte
Publicada em 31/07/18 às 11:43h - 1100 visualizações
WESLEY FRANCO, O FENÔMENO DO GOLFE
Garoto de 12 anos é o novo orgulho do golfe

Sistema Evolução de Comunicação


O novo fenômeno do golfe Wesley Franco  (Foto: Sistema Evolução de Comunicação)

Quinta-feira, 5 de julho, chegamos no Bastos Golfe Clube por voltas das 9h, e lá estava ele, treinando, treinando e treinando, focado em apenas uma coisa: ser o melhor no golfe. 


Apesar da idade, o pequeno Wesley Franco se destaca entre os grandes e tem conquistado corações em busca do seu sonho, devido a sua determinação e vontade de vencer na vida. 


De origem humilde, é perceptível o seu desejo de dar certo na vida e transformar a sua história. Em novembro de 2017 nós o entrevistamos pela primeira vez, ocasião em que ele dividiu o campo com os dez melhores atletas profissionais de golfe do Brasil e afirmou: “O meu sonho é um dia ser como eles”. E apenas alguns meses depois o jovem golfista já é destaque em diversos veículos de comunicação, podendo até mesmo ser considerado o novo fenômeno do golfe brasileiro. 


O garoto, que virou caddie para poder pagar uma conta de luz e poder comprar alimentos para a sua casa, hoje colhe os frutos de um trabalho que começou há dois anos. “Eu comecei a ser caddie na intenção de ganhar dinheiro para ajudar em casa, aí o guarda me deixou jogar“, revela o atleta, que por ocasião do destino um dia foi apresentado a Milton Hayashi, que viu o talento do jovem e decidiu patrociná-lo, custeando as despesas do garoto que passou a ser sócio do Bastos Golfe Clube e ganhou uma bicicleta para que pudesse se deslocar da sua residência até o clube.


 “Conheci o Wesley há dois anos quando comecei a praticar o golfe, ele foi meu caddie e, apesar da sua idade, tamanho e simplicidade, já mostrava que gostava do esporte e levava jeito para a coisa. Como muita gente falava que ele era diferente, resolvemos testar inscrevendo-o no Brasil Kids Golf Tour, um torneio inédito orientado pelos americanos, e ele ficou em terceiro lugar na classificação geral. Esse mesmo torneio foi repetido este ano, agora com a novidade de que pela primeira vez o Brasil participaria do torneio mundial que acontece todo ano na Carolina do Norte, onde mais de 1.500 crianças de mais de 50 países disputam para ver quem é o melhor jogador do mundo”, explica Milton Hayashi. Este ano sua participação no Brasil Kids Golf 2018 rendeu excelentes resultados, conquistando o título de campeão da categoria masculina até 12 anos nas duas primeiras etapas, disputadas nos dias 17 e 18 de março na Fazenda Boa Vista, em Porto Feliz (SP) e no São Fernando Golf Club, em Cotia (SP), respectivamente. E no torneio os papeis se inverteram e Hayashi se tornou caddie de Wesley. “Eu carreguei os tacos para ele a pé em 11 torneios, ganhando bronca e não ganhei um centavo dele, mas foi uma experiência muito gratificante, vê-lo jogar de uma maneira quase que de um profissional”, conta Hayashi. 


“O Bastos Golf Clube e vários sócios contribuíram doando sapatos de golfe, tacos e outros acessórios. E ele teve uma evolução espetacular, onde em questão de alguns meses, nesse mesmo tipo de torneio, ele conquistou cinco primeiros lugares e um terceiro, e fez ainda um hole-in-one. Com essa façanha ele foi escalado para representar o Brasil na categoria de meninos de 12 anos nos Estados Unidos. Esse torneio será nos dias 2 a 4 de agosto e está tudo correndo bem no que tange às documentações, que é a nossa preocupação”, enfatiza. 


Hayashi atua como caddie do jovem golfista 


Para Hayashi o golfe é um esporte que pode transformar vidas: “Não só o golfe, mas muitos esportes podem mudar radicalmente a vida de gente que é humilde, mas que nasce com o dom para certas atividades. Exemplos clássicos são o Tiger Wood, que também era caddie. O dom associado ao esforço e dedicação, e a ajuda de alguém que acredita no potencial são a fórmula do sucesso para esses que são astros hoje. Estou ajudando esse garoto porque vejo nele a vontade de ser um jogador profissional, e ele vai ser a esperança para muitas crianças pobres que também sonham em ter uma vida melhor.” Hayashi, que mora em Birigui e é sócio do clube bastense há três anos, revela que enxerga muito potencial em Wesley. “Ele é calmo, concentrado e tem muito controle em suas tacadas. Se dermos condições nutricionais, psicológicas, aulas específicas, equipamentos adequados, com certeza ele vai ser profissional de alto nível. Sem ter nada disso já está mostrando serviço, imagina se dermos todas essas condições.” 


Edson Batista, o guarda que deixou o jovem jogar


Edson Batista, que é guarda no clube responsável pelos caddies, foi o primeiro a observar o raciocínio rápido do jovem em relação ao esporte e autorizou que ele jogasse no domingo, dia em que o clube autoriza que os caddies pratiquem o esporte. “Vendo-o crescendo assim, eu fico muito emocionado”, conta. 


Fábio Ferreira, bastense que já esteve entre os 10 melhores do Brasil no Golfe Profissional, tem realizado acompanhamento, instruindo Wesley. “Ele é uma grande peça no esporte e por meio dele outros jogadores verão que é possível alcançar seus objetivos. A determinação dele é muito grande”. 


Kenji Amano, presidente do Bastos Golfe Clube, e Fábio Ferreira, jogador profissional


Kenji Amano, presidente do Bastos Golfe Clube, acredita no jovem talento e revela que esse destaque mundial mostra o potencial do clube e que isso irá atrair novos jogadores. “Realmente o Clube precisa de mais adeptos para dar continuidade e um atleta do porte dele traz visibilidade.” Wesley se sente privilegiado, e tanta confiança do clube e de seus patrocinadores faz com ele treine cada vez mais, porém sem deixar de estudar. Aluno da Escola Estadual Professora Tsuya Ohnno Kimura, ele adora matemática e mantém uma média em todas as matérias de 9 a 10, demonstrando ser um aluno dedicado. 


Ele revela que seu sonho, além de ser um profissional de golfe, é ajudar sua família e que a sua paixão sem dúvida é o golfe. “Quando fecha o clube eu vou em um campinho perto de casa para praticar mais”, finaliza.



Atualmente, Wesley Franco conta com o apoio direto de Dr. Milton Hayashi (médico cirurgião plástico), Ronaldo Francisco (atual golfista no 1 do Brasil), Bastos Golfe Clube, Hasson Advogados e São Bento Golfe.



 O jovem tem até uma página no Cartase, site de financiamento coletivo, onde ele buscou investimento para a aquisição de melhores equipamentos, roupas e sapatos, estadia de uma semana nos EUA e transporte e alimentação dentro dos EUA. 


A página pode ser encontrada facilmente no Google digitando “Wesley Franco em busca de um sonho”.  




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Hora Certa
Parceiros

Fan Page

Colunistas

Raní de Souza

CRISE- uma dose de motivação


Nelson Kobayashi Jr

O FECHAMENTO DA ESCOLA E O LABORATÓRIO QUE CRIOU A DOENÇA E VENDEU A VACINA.


Alexandre Taniguti

Meu melhor natal


(14) 99721 7253

Videos

Publicidade Lateral
Evolução - (14) 9 97217253
Copyright (c) 2018 - Sistema Evolução de Comunicação - Todos os direitos reservados