Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

Buscar  
Bastos
Publicada em 23/02/17 as 14:22h - 300 visualizações
CURSO SOBRE ABELHAS TRAZ CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE A PRESERVAÇÃO DA ESPÉCIE

Sistema Evolução de Comunicação


 (Foto: Sistema Evolução de Comunicação)
Com a participação de 17 alunos o curso sobre abelhas indígenas sem ferrão, meliponicultura e apicultura foi realizado na escola São José de Bas‑ tos em parceria com o Centro Integrado de Pesquisas de Abelhas da UNIFAI (CIPAF). 



Segundo o coordenador do Núcleo de Práticas e Pesquisa da FAI, professor Aparecido, projetos como esse trazem conscientização e propagam conhecimento. "As pessoas acreditam que a principal função das abelhas é apenas fazer mel, mas é muito mais que isso. A polinização é o que garante cerca de 80% da produção de alimentos, daquilo que chega na nossa mesa, ou seja, sem abelhas, sem alimentos. E não é somente isso, tem também a questão da existência das florestas que só é possível por meio dessa polinização e infelizmente o uso de agrotóxicos e o desmatamento vem colocando as abelhas em extinção", lamenta. 




O curso, ministrado pelo Departamento de Genética da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto, teve como palestrantes Dr. Ademilson Espencer Egea Soares e Dra. Geusa Simone de Freitas. "Esse curso é muito importante porque traz o conhecimento sobre a importância da biologia das abelhas, uma conscientização que traz preservação da espécie", explica a Dra Geusa. José Roberto Estefanelli, presidente Associação dos Apicultores de Bastos, relata que o curso é muito importante por trazer mais conhecimento para os produtores. "É muito produtivo para gente que produz mel, inclusive entender sobre a preservação das abelhas."



O curso teve a participação de produtores de Bastos e de cidades da região, o que trouxe satisfação para o diretor da Escola São José, Edgar Jun Yoshida. "Queremos fazer do nosso espaço um polo de conhecimento, pois somente assim poderemos superar as crises", revela. Segundo ele, o tema coincide com os conteúdos aprendidos em sala de aula. "Queremos também abrir oportunidades para a comunidade, proporcionar novas experiências e ajudar a pesquisa da UNIFAI e da USP, pois sem essas espécies de abelhas sem ferrão a agricultura é prejudicada por falta de polinização.".



Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Hora Certa
Parceiros

Fan Page

Colunistas

Coronel Camilo


Raní de Souza

A Desconexão da Criança Com o Mundo da Leitura


Américo Ribeiro Magro

Licitações pública s e o ovo da serpente


Nelson Kobayashi Jr

O FECHAMENTO DA ESCOLA E O LABORATÓRIO QUE CRIOU A DOENÇA E VENDEU A VACINA.


Alexandre Taniguti

Meu melhor natal


(14) 99721 7253

Videos
Festa do ovo - Primeiro dia Entrevistas Festa do ovo 2015 Festa do ovo parte 03
Publicidade Lateral
Evolução - (14) 9 97217253
Copyright (c) 2017 - Sistema Evolução de Comunicação - Todos os direitos reservados