Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

Buscar  
Bastos
Publicada em 25/05/16 as 15:29h - 4415 visualizações
Lombadas instaladas na cidade estão irregulares gerando risco aos motoristas
Lombadas estão sem pintura, praticamente invisíveis

Sistema Evolução de Comunicação


A lombada é quase invisível  (Foto: Sistema Evolução de Comunicação)

Após  ter voltado atrás na decisão de fechar parte do acesso da Rua Adhemar de Barros para a  Avenida Gaspar Ricardo, a prefeitura cria mais um problema. Ao trocar a interdição por redutores de velocidade, trabalho que aparentemente foi feito as pressas e sem muito planejamento, a Prefeitura municipal de Bastos deixa lombadas instaladas de forma irregular, sem sinalização, totalmente fora dos padrões exigidos no Art. 94º do código de transito brasileiro, regulamentado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). 


Os quebras molas não possuem sinalização adequada, como placas adequadas  e pintura, ficando quase impossível sua visualização, sendo que o motorista acaba enxergando a lombada quando já está bem em cima dela, momento em que é obrigado  a frear  bruscamente, correndo o risco de danificar o  veículo, além de  poder  causar acidentes. 


O código é claro e objetivo  quando afirma que ;


   Art. 7º A colocação de ondulações transversais na via, só será admitida, se acompanhada da devida sinalização viária, constando no mínimo, de:


I - Sinal de Regulamentação R-19, "Velocidade Máxima Permitida", limitando a velocidade a 20 km/h, quando se utilizar a ondulação TIPO I e a 30 km/h, quando se utilizar a ondulação TIPO II, sempre antecedendo o obstáculo. A distância entre o sinal R-19 e o obstáculo e a alteração da velocidade regulamentada da via devem seguir os critérios estabelecidos pelo Manual Brasileiro de Sinalização de Trânsito, Volume I, Sinalização Vertical de Regulamentação, do CONTRAN restabelecendo-se a velocidade original regulamentada da via após a transposição do dispositivo; 


II - Sinal de Advertência A-18, "Saliência ou Lombada", colocado seguindo os critérios estabelecidos pelo Manual Brasileiro de Sinalização de Trânsito, Volume II, Sinalização Vertical de Advertência, do CONTRAN, antes e junto ao dispositivo, devendo esta última ser complementada com seta de posição; 


O problema é recente na Avenida Gaspar Ricardo, mas se estende por quase todas as vias  da cidade onde se  tem lombada 



III - no caso de ondulações transversais do TIPO II, implantadas em série, devem ser colocados sinais de advertência com informação complementar, indicando início e término do segmento tratado com estes dispositivos, 


IV - marcas oblíquas com largura mínima de 0,25m e máxima de 0,50m, na cor amarela, espaçadas de no mínimo 0,25m e no máximo 0,50m, alternadamente, sobre o obstáculo admitindo-se, também, a demarcação de toda a ondulação transversal na cor amarela, assim como a intercalada nas cores preta e amarela, principalmente no caso de pavimentos que necessitem de contraste mais definido,.


Art. 9° Durante a fase de construção da ondulação transversal, deve ser implantada sinalização viária apropriada, advertindo sobre sua localização.


 

Art. 10° A colocação de ondulação transversal próxima à esquina, em via urbana, deve respeitar uma distância mínima de 15 m do alinhamento do meio-fio da via transversal. 


A falta de planejamento da prefeitura vem gerando criticas em toda cidade,  " Passo todo dia  na Avenida Gaspar Ricardo para ir trabalhar e isso aqui está cada vez pior, o trabalho da Prefeitura é muito desorganizado. Precisa de mais sincronia entre os setores. Assim que construíram a lombada, deviam pintar a sinalização no mesmo dia, mas já se passaram dias  e a pintura ainda não aconteceu", afirmou um bastense que pediu para não ser identificado. 


Os obstáculos em desacordo com o padrão danificam e desgastam severamente o veículo, e ainda gera um risco para o motorista, portanto o cidadão que eventualmente for lesado por uma lombada fora das especificações pode processar e pedir indenização ao estado ou município. 






Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Hora Certa
Parceiros

Fan Page

Colunistas

Coronel Camilo


Raní de Souza

A Desconexão da Criança Com o Mundo da Leitura


Américo Ribeiro Magro

Licitações pública s e o ovo da serpente


Nelson Kobayashi Jr

O FECHAMENTO DA ESCOLA E O LABORATÓRIO QUE CRIOU A DOENÇA E VENDEU A VACINA.


Alexandre Taniguti

Meu melhor natal


(14) 99721 7253

Videos
Festa do ovo - Primeiro dia Entrevistas Festa do ovo 2015 Festa do ovo parte 03
Publicidade Lateral
Evolução - (14) 9 97217253
Copyright (c) 2017 - Sistema Evolução de Comunicação - Todos os direitos reservados