Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

Buscar  
Bastos
Publicada em 23/05/16 as 11:45h - 1227 visualizações
EM MENOS DE DUAS SEMANAS DE MUDANÇA DE TRÂNSITO NA RUA ADHEMAR DE BARROS PREFEITURA VOLTA ATRÁS
Mudança proposta pela prefeitura agradou alguns e desagradou outros.

Sistema Evolução de Comunicação


 (Foto: Sistema Evolução de Comunicação)
Há alguns dias os motoristas que passavam pela Avenida Gaspar Ricardo ou pela Rua Adhemar de Barros percebiam uma mudança no trânsito: o canteiro central estava fechado com cones e barris de cimento. 

Em pesquisa rápida, realizada na última terça-feira, 17, em horário de pico procuramos saber qual a opinião dos motoristas atingidos pela mudança. Toda mudança de hábito gera um estranhamento, e com essa não foi diferente. 

Alguns motoristas disseram que foi bom impedir, é seguro, porque às vezes, por motivos de pressa ou desatenção no trânsito, não vemos os carros que estão cruzando o canteiro, e quando vemos já estamos em cima ou, pior, já aconteceu o acidente. Jorge da Silva relatou que passa pela Adhemar de Barros várias vezes ao dia, e agora se sente mais seguro, pois sabe que a rua é um sentido só. 

"Passo muitas vezes pelo centro, e antes tinha que me preocupar com carros de todos os lados, agora não! A sensação de segurança aumenta, porém sempre é necessário lembrar que quem está na Rua Adhemar de Barros tem que parar para quem está na Gaspar Ricardo", diz. Amanda Patrícia Gomes conta que ainda não se acostumou com a mudança: "Sempre saio atrasada de casa, eu sei que não deveria, aí quando lembro que tenho que contornar a praça, dá uma raiva porque eu sei que vou chegar mais atrasada ainda (risos).

 Mas fora o meu atraso, eu acho a mudança muito boa, ali era uma bagunça, era moto cortando a frente, carro, caminhão, ninguém respeitava ninguém, agora pelo menos tem uma ordem que precisa ser respeitada." Alguns funcionários do comércio da região disseram que o movimento e o faturamento caíram cerca de 10%. 

Segundo eles, as pessoas lembram que se passarem na frente do ponto comercial será necessário dar a volta na praça, e estavam gastando um tempo maior para chegar no destino. José Pereira, motoboy de uma loja de peças de automóveis que faz entrega em Bastos, diz que não gostou nada do impedimento. "Já ando de moto porque o meu tempo é dinheiro, com todas as prioridades que a cidade tem, os governantes se preocupam com um canteiro, que sempre foi passagem de veículos? Tem coisas que não têm explicação", declara. 

Moisés da Silva conta que aquele trecho do trânsito bastense era bem perigoso, por falta de campo de visão, mais ainda assim é contra o impedimento. "Era perigoso mesmo, tudo mundo queria estar no mesmo espaço no mesmo tempo e uma vez ou outra acontecia um acidente, mas isso não era motivo para impedir não, era só colocar um guardinha de rua para fiscalizar." Segundo o secretário de planejamento de Bastos, Hosmani Rosa Vieira, com a mudança o fluxo de veículos seria melhorado, e os motoristas não ficariam aglomerados e parados no trânsito, distribuindo o fluxo para as demais ruas. 

"A proposta que nós temos para não haver um represamento, se instalando um semáforo na Adhemar de Barros com Gaspar Ricardo, é distribuir o trânsito, por isso pensamos na opção de fechar o canteiro central da Gaspar Ricardo entre Adhemar de Barros e a Satoshi Nagahashi. Porque os veículos que sobem a Adhemar de Barros obrigatoriamente terão de contornar a praça", revelou no dia 4 de abril em discurso na Câmara Municipal. O vereador Manoel Rosa (PMDB) se declarou contra o projeto: "Como fechar o canteiro se ali é o caminho de acesso para o pronto-socorro municipal?". 

Pois bem, vendo que a mudança não foi a melhor alternativa, a Prefeitura voltou atrás na última quarta-feira, 18, e retirou a interdição que desviava o trânsito para a Praça Kunito Miasaka (Praça do Ovo). Porém, apesar de o trânsito ter voltado ao normal na região, é importante que os motoristas prestem bastante atenção ao passar em volta da praça porque foram instalados diversos quebra molas, sendo quatro em volta da praça e um em frente ao Jardim da Amizade, e um em cada quarteirão praticamente na Av Gaspar Ricardo, no sentido Novo Bastos. 



Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Hora Certa
Parceiros

Fan Page

Colunistas

Coronel Camilo


Raní de Souza

A Desconexão da Criança Com o Mundo da Leitura


Américo Ribeiro Magro

Licitações pública s e o ovo da serpente


Nelson Kobayashi Jr

O FECHAMENTO DA ESCOLA E O LABORATÓRIO QUE CRIOU A DOENÇA E VENDEU A VACINA.


Alexandre Taniguti

Meu melhor natal


(14) 99721 7253

Videos
Festa do ovo - Primeiro dia Entrevistas Festa do ovo 2015 Festa do ovo parte 03
Publicidade Lateral
Evolução - (14) 9 97217253
Copyright (c) 2017 - Sistema Evolução de Comunicação - Todos os direitos reservados